Sente fortes dores na coluna? Veja 5 possíveis causas do problema


A maioria das pessoas já sentiu — ou vai sentir — uma dor forte na coluna, ao menos uma vez na vida. Como estrutura de sustentação do corpo, não é raro que essa região seja sobrecarregada e sofra por diversos motivos, como o ganho excessivo de peso corporal, seja por obesidade ou gestação, má postura, carregar pesos de forma incorreta e até mesmo estresse.


Para 27 milhões de brasileiros a dor na coluna é crônica, segundo uma pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde. Na maioria das vezes é possível evitar complicações e sanar as dores com mudanças simples de hábitos. Porém, em alguns casos, a dor está relacionada a outras doenças e requer tratamento especializado.


Por isso, é importante buscar ajuda médica sempre que a coluna doer de forma intensa e prolongada. No artigo de hoje, listamos 5 possíveis causas de dor forte na coluna e como tratá-las. Confira!


1. Lombalgia

Lombalgia é toda dor que se concentra na região lombar, podendo ou não se estender pela região das nádegas e pela parte posterior da coxa.


O problema é um dos principais motivos de afastamento do trabalho. E não poderia ser diferente, já que sua principal causa tem a ver com esforço físico intenso — normalmente realizado na postura incorreta —, provocando a sensação de travamento da coluna.


Quando a lombalgia tem relação com a compressão de algum nervo da coluna, além da dor e do travamento, também pode ocorrer formigamento nas pernas e dificuldade para andar. Quando se torna crônica — com duração superior a 12 semanas e mais de um episódio — a lombalgia pode levar à incapacidade.


Além das causas posturais, a lombalgia está relacionada a outras doenças na coluna, como inflamações, artroses e infecções.


2. Hérnia de disco

A hérnia de disco é um processo inflamatório que atinge a medula espinhal ou algum nervo da coluna, causando dores que podem ser localizadas ou se irradiar para as pernas.


A hereditariedade é a causa mais comum do problema. No entanto, traumas de repetição, como quedas e prática inadequada de esportes, postura incorreta e tabagismo também podem lesionar essa estrutura.


3. Degeneração do disco

Ao envelhecermos, é natural haver perda de água nos discos da coluna, o que deixa essa estrutura com menos altura e pode levar a uma hérnia, que provoca sua degeneração.


Esse processo pode ocorrer em qualquer parte da coluna vertebral, mas é mais frequente nas vértebras de transição entre a coluna cervical e a lombar.


4. Estresse

O estresse pode causar uma descarga hormonal que aumenta a tensão muscular, além de ampliar a percepção de dor. A musculatura das costas e do pescoço é especialmente sensível a esses estímulos dolorosos.


Pessoas que já têm algum problema na coluna estão ainda mais suscetíveis à ação do estresse.


5. Lordose

A lordose é uma curva acentuada para dentro, na parte inferior da coluna. Quando a lordose é flexível, e se reverte para acompanhar o movimento do corpo, não causa dor. Porém, se a curvatura não se altera com o movimento, é necessário ter um acompanhamento médico.


As principais causas de lordose são:

obesidade;

osteoporose;

espondilolistese;

cifose;

inflamação do espaço intervertebral (discite).

Acompanhe as nossas Redes Sociais
  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco
Você já é meu paciente?

Envie um e-mail diretamenta para:

Esse site tem o objetivo de informar e agregar conhecimento aos leitores, por meio de conteúdos jornalísticos e não representa, necessariamente, as mesmas práticas realizadas no atendimento médico. O site também segue as normas e o código de conduta Web de medicina e saúde, previstas na resolução do CFM 1974/2011. Qualquer conteúdo deste canal não substitui a avaliação e a consulta médica.

As fotos são meramente ilustrativas e os textos possuem direitos reservados. Para publicação ou redistribuição de algum conteúdo, deve-se solicitar autorização prévia por escrito.

 

Responsável técnico:

Dr. André Evaristo Marcondes | RQE 54349 | CRM 121391