top of page

Artrodese lombar primária por via anterior

Caso extremamente grave, de discopatia Pfirrmann V nos segmentos de L3-L4, L4-L5, L5-S1, o que significa degeneração total destes discos intervertebrais que perderam totalmente a sua capacidade funcional de estabilização da coluna e de manutenção do segmento intervertebral. Me acompanha nesta leitura?

Entenda o caso

Na imagem, podemos ver no círculo vermelho uma mancha que significa edema ósseo por um platô vertebral em atrito com platô vertebral adjacente, e no círculo azul podemos ver um desalinhamento de uma vértebra sobre a outra conhecida como retrolistese.


Já nas imagens subsequentes, observamos a região do forame intervertebral, ou seja, o espaço por onde a raiz nervosa deixa a coluna em sentido à periferia, onde visualizamos severa compressão da saída radicular, tanto do lado esquerdo quanto do lado direito, acarretando quadro de dor extrema ao paciente e necessitando do que chamamos de descompressão indireta, ou seja, onde é fundamental o ganho de altura discal e a reconstrução da altura previamente pertencente ao disco para que ocorra descompressão das raízes no espaço intraforaminal.


Paciente apresentando há longos períodos quadro de lombociatalgia bilateral excruciante, caracterizada por dor lombar crônica de severa intensidade com irradiação para ambos os membros inferiores causando claudicação, ou seja, fazendo com que o paciente apresentasse marcha alterada e mancasse devido à dor, além de episódios transitórios, mas de longa duração, de perda de sensibilidade e episódios fugazes de perda de força muscular com múltiplas quedas em momentos inesperados desenvolvendo insegurança e grave incapacidade funcional.

O procedimento cirúrgico

Todos sabem que aqui na minha página, sempre que possível tento evitar procedimentos de artrodese, pois os mesmos acarretam perda de movimento do segmento operado e sobrecarga do segmento adjacente à cirurgia, no entanto em pacientes mais velhos e com doença discal muito evoluída, esse tipo de procedimento se mostra a forma mais eficaz de resolução da patologia.


Desta forma, foi optado por descompressão medular e radicular total, além de artrodese por via anterior transabdominal nos segmentos L3-L4, L4-L5, L5-S1. A abordagem à coluna ocorre apenas por via anterior, não lesando as estruturas paravertebrais posteriores nem o complexo ligamentar ou as articulações, trazendo melhor resultado clínico tanto a curto quanto a longo prazo.

Nas imagens seguintes vemos a colocação de cages ALIF (Anterior Lumbar Interbody Fusion) para reconstrução do espaço discal, além de ser implantes lordódicos onde a porção anterior do implante é maior que a porção posterior reconstruindo a lordose segmentar normal.

Confira as imagens riscadas

Nas imagens pós-operatório riscadas vemos o alinhamento perfeito da coluna no plano coronal, com resolução da escoliose degenerativa lombar que apresentava no pré-operatório, com imagens em perfil mostrando a correção e a curvatura lordótica normal no pós-operatório, garantindo melhora clínica importante a curto e, em especial a longo prazo.

Pós-operatório

Paciente deambulando já no primeiro dia de pós-operatório, apresentando melhora quase total da perda de sensibilidade em pés direito e esquerdo e recuperação total da força motora, devendo estar apto para retorno em atividade física de leve intensidade em 90 dias, retorno à atividades profissionais normais em 60 dias, podendo retornar ao home-office a partir de 21 a 30 dias de pós-operatório.


Reflexões finais

Mesmo a artrodese não sendo um método de escolha ideal para a maioria dos meus pacientes, trata-se de procedimento extremamente importante e com indicação precisa em determinadas patologias, devendo ser realizado por via anterior sempre que possível, tendo neste caso sido utilizado Parafuso de Marcondes para aumentar a rigidez da montagem estrutural e dessa forma evitar a necessidade de suplementação da cirurgia por via posterior.

Casos como este me deixam extremamente feliz, não só pelo brilhante trabalho técnico, mas pela impressionante capacidade de recuperação do paciente que em tão pouco tempo já apresenta melhora considerável e a certeza de uma brilhante evolução.

Estou à disposição para avaliar seu caso se achar conveniente. Na verdade, será uma honra poder ajudar!


Abraços,

bottom of page