CASO CLÍNICO | Tratamento da coluna cervical com prótese de disco

Implantes de terceira geração permitiram corrigir a curvatura natural da região


O caso que trago neste post está muito mais voltado para alterações ortopédicas do que para compressões neurológicas.


Na primeira imagem, você pode observar uma inversão importante da lordose cervical, ou seja, o ângulo dessa estrutura que deveria se assemelhar a um “C” posicionado para trás, estava caído para frente. Este quadro acarretava enorme alteração de carga sobre os discos intervertebrais e sobre as estruturas posteriores, como articulações e ligamentos, além de causar fadiga muscular, pelo desequilíbrio do balanço sagital cervical e quadro de cervicalgia constante contínua e intratável.


Assim, a paciente apresentava dor cervical com irradiação para crânio e para dorso (região entre as escápulas) diária e contínua, incapacitando-a para a realização de inúmeras atividades, inclusive as de cunho profissional em escritórios, mesmo que de maneira adequada.


Para que você possa entender a gravidade da postura da cabeça em relação à coluna cervical, na posição correta a cabeça pesa cerca de 5kg, mas inclinações fazem com que haja uma forte pressão sobre a os discos intervertebrais, para manter o movimento e a sustentação da mesma. No entanto, como resultado, a pressão exercida altera o peso da cabeça para cerca de 15kg.


Na imagem de corte axial, duas setas evidenciam uma discreta protusão central, com leve contato medular; e discreta protusão foraminal (lateral) com compressão da raiz de C5 à esquerda, o que também causava episódios de dor irradiada pelo braço. Essa compressão e dor, no entanto, não se relacionavam com o principal problema da paciente, mas sim com a alteração do balanço sagital e dor cervical.


Cirurgia de Artroplastia de Disco


Após análise de toda a situação, optamos por realizar o procedimento Artroplastia de Disco.


Por acesso em via anterior (pescoço), retiramos os discos de C4/C5 e C5/C6 e substituímos por próteses cervicais em lordose. Estes materiais possuem um formato específico, com a frente do implante é maior que o lado posterior e sua tecnologia de terceira geração promove o realinhamento da coluna cervical, conforme é possível observar nas imagens.




Outra grande vantagem destas próteses é a biointegração ao corpo, que permite desempenhar o papel de um disco natural e, consequentemente, manter a mobilidade normal do pescoço. Desse modo, o resultado foi muito positivo, sem qualquer sequela ou sobrecarga provenientes dos implantes colocados.


Ainda no pós-operatório imediato, recebemos a feliz e já esperada notícia de que a paciente acordou assintomática, de modo que recebeu alta no dia seguinte ao procedimento. Atualmente, ela segue extremamente satisfeita com o “novo pescoço” que nossa equipe foi capaz de dar.


Agradeço a Deus pela expertise e capacidade de colaborar para restaurar a saúde da coluna de pessoas tão especiais, como neste exemplo e como pode ser o seu caso.


Qual o problema que a sua coluna apresenta hoje? Fale comigo!


Abraços,

Dr. André Evaristo Marcondes

Atendimento presencial e à distância

São Paulo, 22 de março de 2021