CASO CLÍNICO | Neuromodulação de última geração com 32 canais

Confira a seguir uma importante opção de tratamento da dor crônica. Te convido a me acompanhar nesta leitura!



Do crônica complexa e intratável

Mesmo com o avanço nos procedimentos convencionais em cirurgia de coluna, que variam desde simples intervenções para retirada do disco intervertebral vazado, passando por microcirurgias ablasivas para controle da dor, seguindo através de inúmeros tipo de funções e bloqueios para alívio sintomático, substituição do disco natural por um artificial, e finalmente, chegando em procedimentos mais agressivos como os de fusão intervertebral, muitas vezes, é possível a reconstrução da estrutura vertebral, com a manutenção mínima de sua funcionabilidade. Ou seja, patologias graves da coluna têm potencial de "matar" estruturas neurológicas e trazer perda grave e completa de movimento nos segmentos acometidos.


Muitas vezes o tratamento da doença com a manutenção do movimento e da função neurológica já é considerado um bom resultado do ponto de vista médico.


No entanto, infelizmente, não é possível conseguir de maneira adequada o controle da dor deste perfil de paciente de maior gravidade, tendo a recuperação da função neurológica, mas mantendo o que chamamos de quadro de dor crônica complexa e intratável.


Neuromodulação ou "chip" na coluna

Felizmente para estes pacientes, as tecnologias vêm percorrendo importantes degraus, permitindo hoje a instalação de um "chip" perimedular com um gerador (computador de alta tecnologia) que permite a neuromodulação e reprogramação medular controlando a dor e permitindo programações complexas que aumentam inclusive a função e força muscular.


Vale ressaltar, que essa terapia de altíssima tecnologia não convencional, conhecida como neuromodulação, nos casos em que respondem ao tratamento parece um milagre tamanho grau de melhora dos pacientes. No entanto, está indicado apenas a casos extremamente graves, onde as outras formas de tratamento convencional já foram esgotadas.


Ressalto que, não só eu como minha equipe temos enorme experiência no manejo desses pacientes de altíssima gravidade, conseguindo resultados absurdamente satisfatórios, tanto no controle da dor quanto na melhora da função, em pacientes que já tinham perdido a perspectiva e esperança de melhora.


Esses novos sistemas de neuromodulação, além do tratamento da patologia, ainda são uma fonte de esperança e melhora nesse grupo de pessoas.


Tecnologia a serviço da qualidade de vida

Isso tudo me faz refletir que na vida, muitas vezes, nos deparamos com problemas que queremos solucionar de forma ampla e genérica. Mas, assim como na medicina, onde cada etapa deve ser conduzida de acordo com a necessidade que apresenta, devemos encarar nossos desafios individualmente para melhores resultados.


Para você, querido leitor, deixo a mensagem: mediante dor ou desconforto na coluna, procure atendimento precoce com um especialista, não só para a manutenção da saúde da coluna, mas sim da saúde em geral.


Abraço,

Dr. André Evaristo Marcondes

Atendimento presencial e à distância

São Paulo, 20 de maio de 2022