10 coisas que você DEVE parar de fazer para ser feliz no trabalho


1. SE CULPAR

Embora seja muito difícil, você precisa aceitar que as pessoas cometem erros. Você não será o primeiro nem o último funcionário a cometer algum erro no trabalho. Aprenda a lidar com isso e siga em frente. Só dessa maneira você será capaz de levar o trabalho adiante sem se sentir insatisfeito com o seu desempenho.

2. TENTAR IMPRESSIONAR

As pessoas devem gostar de você pelo que você é e, claro, pela qualidade do seu trabalho. Se você está ocupado demais tentando impressionar seus superiores e colegas de trabalho, provavelmente deixará passar algo importante nas suas tarefas diárias.


3. SE APEGAR DEMAIS AO CONHECIDO

Quando você se sente amedrontado ou inseguro tende a se apegar demais naquilo que já conhece e recusa qualquer oportunidade nova e desafiadora. Nem é necessário repetir como isso pode prejudicar a sua carreira. Procure ver aquilo que você já conhece como uma rotina e pense no desconhecido como uma oportunidade de se desenvolver.


4. INTERROMPER

Talvez você tenha uma contribuição imensurável para fazer sobre determinado assunto, mas nem isso justifica o fato de você interromper alguém para falar. Isso não é simplesmente rude. Mostra que você não está ouvindo ou se importando com o que os demais têm a dizer sobre o assunto.


5. RECLAMAR

Você precisa entender de uma vez por todas que as suas palavras têm poder sobre você e sobre as pessoas que estão ao seu redor. Se você é o tipo de pessoa que choraminga e reclama o tempo inteiro vai sentir que tem motivos de sobra para agir assim e mostrar para os seus colegas de trabalho quão chato você é.

6. TENTAR CONTROLAR TUDO

É claro que você deve ser um funcionário organizado e capaz de manter sob controle todas as suas tarefas diárias. Isso não significa tentar controlar tudo que acontece no ambiente de trabalho. Só vai deixá-lo mais estressado e frustrado caso você não dê conta de tudo o que precisa fazer. Lembre-se de que a única coisa que você deve controlar é o seu tempo e a maneira como lida com ele. Com certeza, isso vai facilitar o seu processo de trabalho.

7. CRITICAR

Você pode ter diversas considerações a fazer a respeito do trabalho de um colega, mas isso não torna você mais importante que ele. Lembre-se de que criticar não agrega valor algum ao trabalho alheio. Se você pretende ajudar de fato alguém da sua equipe procure oferecer soluções para o problema, ao invés de simplesmente apontar erros.

8. PREGAR

Pode parecer estranho, mas é muito comum encontrar “pregadores” no ambiente de trabalho. São aquelas pessoas incapazes de aceitar que um trabalho seja bem realizado em um método diferente e, por isso, passam o tempo todo tentando convencer os colegas de que o seu procedimento é o mais adequado. Preste atenção ao seu comportamento no escritório e observe se você não tem feito isso.


9. VIVER NO PASSADO

Erros acontecem. Agora aprenda a seguir diante. Você pode dizer que esse é o tipo de conselho fácil de dizer e difícil de praticar, mas só verá o desenvolvimento do seu trabalho a partir do momento em que você usar o passado como ensinamento para o presente. Isso também serve para situações adversas. Talvez você estivesse mais confortável trabalhando com funções que você não exerce mais, mas de que maneira pensar nisso o tempo inteiro pode ajudar? Procure diferenciar passado e presente.

10. TER MEDO

Todas as pessoas têm medo de alguma coisa. O que você não pode fazer é permitir que isso impeça o seu desenvolvimento profissional. Se você vive com medo de mudar, assumir riscos ou desenvolver novos projetos, dificilmente sairá de onde se encontra atualmente e isso tem grandes chances de transformar a sua vida no trabalho em um inferno. Você não deve anular todos os seus medos, mas deve agir apesar deles, lembre-se disso.

Acompanhe as nossas Redes Sociais
  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco
Você já é meu paciente?

Envie um e-mail diretamenta para:

Esse site tem o objetivo de informar e agregar conhecimento aos leitores, por meio de conteúdos jornalísticos e não representa, necessariamente, as mesmas práticas realizadas no atendimento médico. O site também segue as normas e o código de conduta Web de medicina e saúde, previstas na resolução do CFM 1974/2011. Qualquer conteúdo deste canal não substitui a avaliação e a consulta médica.

As fotos são meramente ilustrativas e os textos possuem direitos reservados. Para publicação ou redistribuição de algum conteúdo, deve-se solicitar autorização prévia por escrito.

 

Responsável técnico:

Dr. André Evaristo Marcondes | RQE 54349 | CRM 121391